Error

No senado Ministro da Saúde Marcelo Queiroga defende o uso de máscaras

Em audiência pública no Senado, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga defendeu o uso de máscaras e o distanciamento social por todos os brasileiros como forma de combater a disseminação da covid -19.

O ministro reforçou ainda a intenção de criar a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Pandemia, ligada ao Ministério da Saúde, que concentraria os esforços ao combate à doença. Queiroga afirmou que é preciso intensificar a ação em pontos que são eficientes para conter a propagação do vírus. E citou o uso da máscara.

O ministro reforçou ainda o distanciamento social a critério de cada estado ou município, de acordo com a situação sanitária, assim como a adoção de medidas restritivas mais fortes. Ainda segundo Marcelo Queiroga,  a semana santa é um ponto forte de risco. E alertou que é preciso comunicar a sociedade de maneira clara que todos têm que colaborar com as autoridades sanitárias para que se consiga reduzir a contaminação pelo coronavírus.

As palavras do ministro foram bem recebidas pelos senadores. O senador, Randolfe Rodrigues disse que é preciso dar prioridade as recomendações científicas. Sobre a necessidade de aumentar o ritmo da vacinação no país, o ministro afirmou que essa é uma tarefa para os próximos três meses, já que grande parte dos imunizantes encomendadas de laboratórios estrangeiros deve chegar no segundo semestre.

Queiroga, ainda defendeu que iniciativa privada compre vacinas, seja para doar ao SUS, seja para vacinar seus trabalhadores com uma parte e doar a outra parte. Também defendeu que planos de saúde vacinem seus beneficiários.

Edição: Beatriz Arcoverde/ Roberto Piza

Por Victor Ribeiro, repórter da Rádio Nacional – Brasília

Fonte: Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *