Error

Jornal Espanhol revela manobra de Bolsonaro para Renato Gaúcho assumir a Seleção Brasileira

O jornal espanhol As garante.

O Palácio do Planalto quer a saída de Tite da seleção.

Por conta da ameaça do boicote dos jogadores à Copa América, que não aceitam a competição no auge da covid-19.

 Na matéria assinada pelo brasileiro Fernando Kallás, o próprio presidente Jair Bolsonaro desejaria um treinador mais alinhado com seus ideais políticos.

Bolsonaro não aceitaria a atitude de Tite no motim dos atletas da seleção, principalmente os que atuam no exterior, e que liderariam o movimento contra a Copa América, que o governo se empenhou em conseguir.

O técnico brasileiro deixa claro que é contrário à competição no Brasil.

 O Palácio do Planalto estaria pressionando o presidente Rogério Caboclo, envolvido em acusação de assédios sexual e moral, de uma funcionária.

 Tudo aconteceria depois da partida contra o Paraguai, terça-feira, em Assunção.

 Tite, que já participou de eventos ao lado do ex-presidente Lula, garantia em 2018 que, se o Brasil ganhasse a Copa do Mundo, não iria para Brasília para cumprimentar o então presidente Temer.

Quando a seleção brasileira venceu a Copa América de 2019, ele e Bolsonaro mal se cumprimentaram. Apesar da insistência do comandante do país.

O treinador evita falar do atual presidente do Brasil.

Renato Gaúcho, em compensação, já disse várias vezes que conversou com Bolsonaro. Principalmente quando treinava o Grêmio. O aconselhou até sobre a volta do futebol na pandemia.

A notícia já se espalha pelas redes sociais.

 Silêncio por parte da CBF.

 De Renato Gaúcho.

 De Tite.

Do Palácio do Planalto…

As informações são do R7.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *